Ombré Hair

O ombré hair vem do francês e significa sombreado, que é exatamente o efeito que a técnica dá ao cabelo: “essa coloração mantém a raiz na cor original e clareia os fios a partir da orelha, de maneira sutil” É tão sutil que muitas vezes é difícil se dizer onde começam as luzes no cabelo.

Californianas

As luzes californianas há algum tempo vem fazendo a cabeça das mulheres, e são mais ou menos como o ombré hair, a diferença é que a linha em que o cabelo começa a ser clareado não tem uma delimitação.

Balaiagem

A balaiagem é uma técnica em que as mechas são bem finas e espalhadas pelo cabelo, e dá um ar muito mais natural à cor. As mechas são feitas em dois ou três tons, e normalmente o descolorante é aplicado nos fios sem uso de papel alumínio. Seu objetivo além de iluminar é quebrar a uniformidade da cor do cabelo.

Mechas

Também chamadas de reflexo, essas mechas são como as luzes tradicionais, mas normalmente são mais largas e delimitadas nos cabelos. Normalmente são feitas com papel alumínio.

Texanas

São mechas no mesmo estilo de californiana e do ombré, mas surgem há cinco dedos da raiz, dando um efeito de que os fios foram desbotados pelo sol. “São feitas pouquíssimas e finas mechas na parte superior da cabeça e de formato difuso. Seguem as pontas todas clareadas com nuances mais leves ou mais claras”, ensina o cabeleireiro Rezende.

Tortoiseshell hair

Tortoiseshell significa “casco de tartaruga” e a técnica se espelha exatamente neles. A ideia é usar de dois a três tons, usando cores como dourado, caramelo e mel, tudo na base castanha. “E é considerada uma forma atualizada da balaiagem e do ombré hair”

Dip-dye

Dip-dye é uma técnica em que os cabelos parecem que foram mergulhados na tinta, ou seja, a partir de certa altura, muda-se completamente a cor dos fios. Isso é feito principalmente deixando os cabelos coloridos com tons como azul, rosa e verde, mas também pode ser apenas o clareamento ou escurecimento dos fios.